Libra terá que atender aos rígidos padrões dos EUA


New feed

O projeto da criptomoeda Libra, liderado pelo Facebook, deve atender aos mais altos padrões de combate à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo, se quiser decolar, disse nesta terça-feira (10) uma alta autoridade do Tesouro dos EUA.

Qualquer projeto de criptomoeda, incluindo Libra, com sede em Genebra, operando em todas ou em partes substanciais dos Estados Unidos, claramente terá que satisfazer os padrões regulatórios norte-americano”, afirmou Sigal Mandelker, subsecretário de Terrorismo e Inteligência Financeira dos EUA, a repórteres na capital suíça.

“Seja bitcoin, Ethereum, Libra, nossa mensagem é a mesma para todas essas empresas: a lavagem de dinheiro e o combate ao financiamento do terrorismo devem ser incorporados ao seu projeto desde o início”, disse Mandelker.

Ele falou depois de se reunir com autoridades do governo suíço e representantes do Banco de Pagamentos Internacionais e outros órgãos financeiros internacionais para discutir criptomoedas, incluindo o projeto Libra que será lançado por uma associação com sede na Suíça.

Embora o setor de moedas digitais tenha prestado muita atenção ao desenvolvimento da tecnologia subjacente, grande parte do setor não se importou tanto em garantir que as redes que estão construindo não permitam que terroristas e outros ocultem e movam dinheiro, disse Mandelker.

A autoridade do Tesouro disse que se encontraria com a supervisora de mercado financeiro da Suíça (FINMA), na terça-feira (10), para discutir não apenas a aplicação de salvaguardas adequadas contra lavagem de dinheiro, mas também tomar medidas coercitivas contra empresas que desrespeitarem essas regras seria uma prioridade. Em agosto, a FINMA concedeu as primeiras licenças bancárias e de valores mobiliários da Suíça a dois provedores de serviços de blockchain e construiu um hub de moeda digital apelidado de “Vale Crypto”.

O projeto Libra ainda está em estágios muito precoces de pensar em medidas para evitar tais crimes, disse ele, acrescentando que as autoridades suíças têm opiniões semelhantes.

Moedas digitais, como Libra, levantam sérias preocupações e devem ser regulamentadas o mais rigorosamente possível para garantir que não perturbem o sistema financeiro mundial, afirmaram os ministros das Finanças e os banqueiros centrais do Grupo dos Sete, em julho.

 

Via: Reuters