Teoria liga Stranger Things (Netflix) com os acontecimentos de Chernobyl (HBO)


Notícias

Em um primeiro momento, a Netflix e a HBO não têm nada em comum – apenas o fato de serem concorrentes e ter várias produções premiadas (principalmente a HBO). Mesmo assim, alguns fãs acreditam em uma ligação entre duas séries destas plataformas: Stranger Things e Chernobyl. Alguns usuários do fórum Reddit levantaram uma hipótese que, à primeira vista, parece bastante infundada, mas que, se analisada de perto, é até plausível.

A teoria original veio de um usuário chamado de Singular94, e diz que a terceira temporada da série da Netflix acontece no verão de 1985, meses antes do acidente na usina nuclear russa. Seria uma conexão sem sentido, claro, mas, para entender essa suposta ligação, temos de voltar para a primeira temporada de Stranger Things.

No primeiro ano da produção, o Departamento de Energia dos Estados Unidos usa os poderes de Onze para espionar as forças armadas russas. No elenco da terceira temporada, há papeis secundários listados como Soldado Russo ou Guarda Russo.

Nos comentários seguintes, os fãs criaram uma hipótese que mistura história e ficção. Na teoria, o reator só explodiu porque houve uma sobrecarga na rede criada por um laboratório russo, que também estava tentando acessar a dimensão paralela conhecida como Mundo Invertido. Talvez até seja a causa dessa dimensão parecer contaminada e morta, o que seria uma reviravolta bastante interessante para os rumos da série.

Ainda bem que não vamos demorar muito para descobrir se essa teoria terá algum fundamento. A terceira temporada de Stranger Things estará disponível na Netflix em 4 de julho. Confira o trailer:

Via: Gizmodo